Carlos Marighella - Quem Samba Fica, Quem Não Samba Vai Embora

  • em 0 avaliações. Dê a sua avaliação!  |  Tire suas dúvidas
R$ 90,00
em até 3x de R$ 30,00 sem juros ou em até 12x de R$ 8,81 no cartão
  • Indique este produto
  • Comentários
  Mais informações sobre este produto

O documentário Carlos Marighella, quem samba fica, quem nao samba vai embora foca principalmente o período da luta armada de resistência à Ditadura Militar, de 1964 até a morte de Marighella, em dezembro de 69 e é um resguardo e instrumento de difusão da memória do deputado comunista e guerrilheiro da ALN - Ação Libertadora Nacional - Carlos Marighella (1911 - 1969). O testemunho de militantes políticos que acompanharam a trajetória de Carlos Marighella, estudiosos do tema e pesquisadores dão o tom no documentário. O seu filho, Carlinhos Marighella; o último comandante do GTA da ALN, Carlos Eugênio Clemente; os militantes da ALN, Manoel Cyrillo, Guiomar Lopes, Takao Amano, Carlos Fayal, José Luiz Del Roio, Rafhael Martinelli, Rose Nogueira, Aton Fon e Antonio Carlos Fon; os historiadores Muniz Ferreira e Edileuza Pimenta; os jornalistas e escritores Emiliano José e Alipio Freire, entre outros, são alguns dos entrevistados.


Quem Samba Fica, Quem Não Samba Vai Embora

O título do documentário é uma referência à carta homônima escrita por Carlos Marighella aos revolucionários de São Paulo, em dezembro de 1968. ?O fundamental na organização são os grupos e a atuação de baixo para cima. Uma coordenação ativa e revolucionária leva a ação para diante. Os grupos devem unir-se de baixo para cima, a partir da ação. Podem ser feitas ações em conjunto. Todos os grupos nossos ou não nossos devem ser chamados para a ação conjunta, para ICR, seja para o que for contanto que acabe a ditadura e o imperialismo. De todo modo, o problema é quem samba fica, quem não samba vai embora? é o trecho da carta escrita por Marighella, quase um ano antes da sua morte.  


Carlos Pronzato é cineasta, documentarista, diretor teatral e escritor. Argentino, Pronzato reside há décadas no Brasil produzindo documentários sobre as lutas sociais na América Latina, sempre ressaltando temas e personagens relevantes para a história dos povos. Já dirigiu filmes como O Panelaço, A rebelião Argentina; Bolívia, a guerra do gás; Bolívia, a guerra da água; Buscando a Allende; Carabina M2, uma arma americana, Che na Bolívia;A rebelião dos Pinguins, Estudantes chilenos contra o sistema; A Revolta do Buzu; Madres de Plaza de Mayo, memória, verdade, justiça; Pinheirinho, tiraram minha casa, tiraram minha vida, dentre muitos outros.

 
  • Direção:     Carlos Pronzato
  • Ano / País de Origem: 2012 / Brasil      
 
  • Tipo:      Novo
  • Informações Especiais:  Roteiro: Carlos Pronzato - Produção/Realização: Red Editorial - Capa: Ary Almeida Normanha - Finalização: NPD - Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira - Originalmente gravado em DVD-r - Duração: 98 minutos
Opinião dos consumidores
  • 5 00% | Nenhum voto
  • 4 00% | Nenhum voto
  • 3 00% | Nenhum voto
  • 2 00% | Nenhum voto
  • 1 00% | Nenhum voto
Avaliação geral:0 de 5 estrelas

Este produto ainda não tem avaliações.
Ver todos os comentários sobre esse produto
 
Copyright® 2017 - Todos os Direitos Reservados
Copyright 2007-2018 ©
iSET - Plataforma de loja virtual
Plataforma de Loja Virtual